[Review] Kimi ni Todoke – Capítulo 103

Seria esta a primeira briga do casal? O que eles resolverão sobre o futuro? Vamos conversar sobre esse diálogo!

O capítulo inicia dando continuidade a conversa do capítulo anterior, sobre a escolha da universidade a qual Kuronuma irá e sobre como o relacionamento deles ficará depois dessa decisão. Sawako diz que vai pensar seriamente sobre qual universidade ir, mas Kazehaya lhe diz que não será uma escolha difícil, pois ela tem sempre agido de acordo com suas decisões e que ela ficará bem, mesmo estando sozinha.

Kuronuma não aceita bem a resposta do namorado, pois ele age como se tudo já estivesse decidido, mas para ela é algo difícil de se decidir. Ela pergunta se ele pensa que ela deveria ir para a faculdade de educação, Shouta hesita e diz que é o que ela aparenta realmente querer, devido ao esforço que tem empenhado para estudar, e que ela deve ir para a universidade que quiser.

Kuronuma percebe o motivo de estar estudando tanto, mas, um pouco exaltada, diz que ainda não havia tomado sua decisão final, que trabalhar nos seus estudos sempre foi sua rotina, e que sempre quis ir à mesma universidade que ele. Ela diz que sabe que todos têm o próprio caminho à seguir, mas ele ela não quer se separar dele assim, não quer deixá-lo. Nessa cena, fica bem visível a preocupação dela em ser deixada pelos preciosos amigos que conseguiu cativar.

Kazehaya percebe seu medo e diz que ninguém a deixará, que ele já disse que não a deixaria e que não terminaria com ela por causa disso, ele a pergunta se não tem fé nele ou em seus amigos. Sawako diz que tem fé neles, mesmo ainda estando receosa.

Mudando o foco da universidade, ela diz que ainda há muita que não sabe sobre o namorado, que ele está sempre perdido nos próprios pensamentos. Ela acha que Kazehaya age como ele mesmo/ é mais extrovertido quando está com os amigos, e mais sombrio quando está com ela.

Kazehaya mais uma vez insiste que ela vá à Universidade de Educação. Nesse meio período, Chizu e o pessoal vão ver o que está acontecendo e acabam encontrando Pin espionando os dois, procurando a melhor hora de interferir na “briga” dos dois. Kazehaya volta a dizer que ela não deve se preocupar com ele, que ele não decidirá o próprio caminho baseado no que Sawako fará e que ele ficará bem, mesmo que a deixe. Kuronuma, já chorando, diz que não pode fazer o mesmo e pergunta o motivo de ele estar tentando parecer maduro. Neste momento, Pin interrompe a discussão e declara Sawako a vencedora por 7 a 5 (hahaha).

As meninas perguntam a Sawako se eles estavam brigando, ela fica surpresa, pois não sabia que estava tendo uma briga, e essa nem era a intenção dela. Pin manda todos irem para casa, Sawa-chan pensa no que seu namorado disse, e o chama, de forma muuuito fofa, de idiota. As meninas ouvem, e perguntam se ela está zangada com ele, ela diz que não queria dizer aquilo (haha). Do outro lado, Shouta também pensa no que a namorada diz, e admite para si que sente o mesmo, dá um longo suspiro e acaba a chamando de idiota também, ele percebe que Ryu o ouve e fica todo sem graça tentando explicar que não foi o que ele quis dizer (haha que sincronia).

No dia seguinte, na escola, o clima estava estranho entre eles durante o dia todo, até mesmo Miura percebeu e levou Kazehaya para uma conversinha. Pin aparece para saber o que está havendo, e pede que o chame para julgar a próxima briga (haha sem noção -.-‘). Ayane o elogia pelo último jogo, ele a olha e agradece, ela cora (gente, tô amando isso hahaha, parece que ela está realmente apaixonada por ele).

Voltando à conversa entre Shouta e Kent, ele zoa o amigo por ter feito Sawa perder a paciência, mas, no fim, ele diz que Kazehaya cometeu o mesmo erro que ele, por não a ter escutado antes e ter imposto sua própria opinião nela. Ele ainda revela que a coisa que o fez bem, foi ter dito a Ayane como ele realmente se sentia, e deixa implícito que Shouta deveria fazer o mesmo, pois se ele atuar como se não se importasse/preocupasse, é normal que Sawako se preocupe e não tenha fé nele. Por fim, Kuronuma-chan aparece ansiosa para saber o que seu namorado realmente pensa e sente, para que, assim, eles se reconciliem desta primeira briga. O último período de férias de verão deles se inicia.

Não sei vocês, mas eu adorei o capítulo, pois aquele ar de tensão, de indecisão e a falta de diálogo entre eles estava me incomodando muito. Eles estavam precisando conversar, e mesmo que eles tenham tido uma discussão mais acalorada, acho que foi importante para eles, para o relacionamento deles. Para os próximos capítulos, eu espero ver um Kazehaya sem máscaras, sem atuação, quero ver ele falar para ela o que realmente sente, quero que eles se reconciliem e que essa experiência fortaleça ainda mais o sentimento e a relação deles. Até a próxima 😉

Sombrio.. hahaha

Comments

comments