[Review] Boku no Hero Academia – Capítulo: 177

  A luta se aproxima  do seu fim, e as habilidades de La Brava podem se tornar necessárias. Uma ofensiva desconhecida e letal para Midoriya.
 Capítulo 177: No canteiro de Obras
A luta foi curta em termos de ”tempo”, mas compensou em diálogos. Deu para tirarmos alguma coisa desses diálogos envolvendo a La Brava e o plano do Gentle que ainda está difícil de compreender o que ele pode fazer em uma escola com heróis tão poderosos.

começou bem 🙂

Durante a luta, eles conversaram bastante e diversas vezes o Gentle  falou sobre o seu plano, mas não especificou nada. Por um momento eu até cheguei a pensar que o plano do Gentle não envolvesse nada violento, já que ele dá um ar tão pouco ameaçador. Ele não tem nem de perto uma personalidade macabra como os outros personagens que atacaram os heróis, talvez seja por ele não se ver como maldoso e trate suas ações como necessárias.
Logo após receber o blefe, Gentle começou as ofensivas, e que ofensivas!
  Uma afirmação antiga do Bakugou era de que quanto mais poderosa uma quirk fosse, mais imprecisa ela seria também. Por consequência disso podemos dizer que todos esses personagens com quirks medianas podem ser os mais letais. A quirk de Gentle se encaixa perfeitamente nessas medianas, e além disso ele também é quase um velhote o que faz dele experiente o suficiente para fazer muito estrago com uma quirk mediana em posse.
 Eu ainda acredito que daqui para o final deste Arco o Gentle vai lutar seriamente contra alguém, com a intenções destrutivas de verdade. Mas é possível que ainda passem coisas como: seu passado, seu sonho e coisas que nos façam gostar de algum personagem antes de usá-los ao máximo. Até agora ele se mostrou macabramente preciso e com objetivos ardilosos.

 Esta falta de preocupação e mantendo tudo sob seu controle é uma das formas de passar a impressão de que ele sempre sabe o que fazer.
Logo após ele começar a retirada, a última pagina trás uma fala de La Brava que fez com que o pessoal pensasse sobre qual pode ser a quirk dela.
 A ideia é de que ela possa ter alguma quirk relacionada a hackear/invadir/ parar qualquer coisa, visto que ela estava fazendo exatamente isso com o sistema da U.A para não dispararem alarme algum. Eu acredito que faça sim sentido, visto que a quirk dela vai parar o Midoriya de alguma forma, os olhos dela terem uma aparência diferente (como se ela pudesse ver as coisas de maneira diferente).
Há um quadro no capítulo 174, página 14, em que ela fala sobre este plano de invadir o sistema da U.A e que ela é uma hacker profissional.
 Logo em seguida há uma cena mostrando como ela chegou a conhecer o Gentle, quando muito mais nova e desde tal época ela já era uma hacker competente.

Eu particularmente acredito que a quirk dela esteja nos olhos, e que ela possa ver o funcionamento das coisas e interagir internamente, com isso ela podendo consequentemente hackear sistemas. Mas ela falou de usar sua quirk para parar o Midoriya, poderia ser a quirk dela funcionar de forma ofensiva? e talvez pudesse funcionar de diversas formas, tanto ofensivas quanto como suporte para suas invasões de sistema. Ou ela seja apenas um gênio da informática desde cedo e sua quirk seja algo além disso xD são várias possibilidades.

 Esta foi o review do capítulo 177: No Canteiro de Obras! Espero que tenham gostado. Críticas, discordâncias e elogios nos comentários. Até mais XD.

Comments

comments