[Review] Nanatsu no Taizai – Marcha dos santos

Fortes momentos e aparições em apenas um capítulo! Gilthunder volta a aparecer e o Clã da deusa se mobiliza cada vez mais rápido.

Esse capítulo veio recheado de informações interessantes a respeito do Clã da deusa. Parte dessas informações, na verdade, já haviam sido reveladas em uma side history de NnT, The King/Queen of the Altar, que confesso que só conheci recentemente (senão já tinha feito mais teorias sobre). Agora a informação sobre os “anjos” realmente terem sacrificado seus corpos para selar os demônios fica mais “confiável”, afinal veio da boca de quem mais deve ter sofrido com isso: Ryodoshel.

Meliodas diz na imagem que os membros da deusa que ele conhece agora estão em relíquias. Se perceberem bem, aquele “violão” é similar ao de Solaseed e aquele cristal parece o mesmo que Verônica usou para selar demônios. Como as aparições estranhas em Vaizel foram praticamente justificadas, podemos ficar aí na expectativa do outro Arcanjo já estar presente na história, e aquela espada se parece bastante com a que Nanashi utiliza. Será que Arthur está sendo treinado por uma deusa? Será que a Excalibur pode ter alguma deusa aprisionada?
Tentei achar uma tradução desse extra, mas não consegui, então deixarei nesta imagem o link de onde eu consegui acesso a partes dessa história (foi postado por um usuário chamado FKS).

A fala do arcanjo também nos leva a crer que essa foi uma decisão na qual ele foi forçado a tomar, seja por não haver outra saída para aquele momento, ou por pressão de Elizabeth e outros membros do clã (já que Tarmiel e Sariel já estavam apoiando a garota deusa). Contudo, o desenrolar desses acontecimentos ainda não ficam claros e ainda restam algumas dúvidas, como a participação de Gowther nessa história.

Esqueci que isso aqui não é Shingeki no Kyojin. Se fosse, não tinha salvação certa.

Em seguida, vemos que mais dois representantes do Clã da deusa já estão em ação. Pelo tamanho dos receptáculos, e por serem justamente dois, tudo leva a crer que são Tarmiel e Sariel, que irão novamente ajudar Ryodoshel.

Os receptáculos são Arbus e Solaseed, respectivamente o padre e o bardo que iam participar das lutas em dupla do Grande Torneio de Vaizel, promovido por Gloxinia e Dolor. Não os vimos em luta (apesar da certeza de que eram fortes, pois passaram do labirinto), mas o estado em que Arbus deixou os demônios neste capítulo é bem similar ao estado em que ele deixou alguns oponentes ( e aquele lagarto gigante da areia) no labirinto. Ou seja, é bem provável que ambos já estivessem na ativa há um tempo, mas só resolveram se revelar de verdade agora que Ryodo-kun está de volta.

Enquanto muitos celebram a aparição das deusas, os seguidores de Denzel se lembram muito bem o quão FDPs mesquinhos esses seres podem ser.

Agora o Arcanjo está armando um grande grupo para enfrentar os demônios mais fortes. Parece que Nakaba-sensei não se prenderá a limites de tempo e distância para fazer uma grande galera aparecer em pouco tempo em Camelot, então em muito breve já podemos ter uma nova Guerra Santa iniciando, e a julgar pelo nome do próximo capítulo, “Um encontro casual”, devemos ter definições sobre as intenções dos demônios e o destino de Elizabeth.

O primeiro desejo dela pode ser interpretado de diversas formas ( ͡° ͜ʖ ͡°).
Esse capítulo deu uma sensualizada forte e desnecessária tanto em Vivian quanto em Jerico.

Por fim, não podemos deixar de comentar sobre o destino de Vivian, que, graças à deusa, partiu dessa para melhor. Ela continuou mostrando sua obsessão por Gil até o final e serviu bem ao propósito da trama, de “forçar” Margareth a trazer Ryodoshel, afinal ele estar no corpo da irmã de Elizabeth não será em vão. Contudo, a morte brutal da bruxa, o “pagamento” de Margareth e as futuras ações de Ryodoshel não devem fazer o Clã da deusa perder o prestígio, afinal eles já eram visto como super bondosos antes e acabaram de salvar muitos do ataque mortal de demônios. Agora vamos ver como o Arcanjo usará a todos e se ele tem potencial para ser a grande ameaça desse arco! Não deixe de comentar suas expectativas para alimentarmos essa discussão!

A morte foi brutal, mas para mim a cara dela poderia estar menos zoada. Nakaba só fez assim porque todos odeiam ela. É uma personagem bem antiga e até com bastante participação, diante da maioria dos cavaleiros sagrados. A morte era tão desejada que nem dava para aproveitar muito mais da personagem. Se Dreyfus conseguir ajudá-la, quem sabe ela se redima?

Pode comentar se gostou ou não do review e como poderíamos melhorar. Caso queira ver mais reviews e teorias de Nanatsu no Taizai e outros grandes títulos, curta nossa página: https://www.facebook.com/otakunoemaki/.

Hendy continua inocente quanto as deusas e devemos ver bastante disso vindo de outros durante a formação da nova Stigma.

Comments

comments