[Review] Nanatsu no Taizai – E assim ele embarca em sua jornada

Que fim dos Pecados que nada! Vamos discutir sobre o plano de resgate ao Capitão e a possível evolução grandiosa de Ban!

O capítulo passado mudou o rumo da história para um dos caminhos mais especulados diante da forma como a história seguia. Meliodas aceitou se tornar o próximo rei dos demônios para salvar sua amada, já que tal poder seria o único capaz de salvá-la. Esse fator, atrelado à insistência do papai dele, o resgate de Chandler, ele ter cedido completamente ao lado negro desde o ataque de Merascylla e estar confuso emocionalmente desde que foi para o purgatório praticamente desenharam uma trilha para a decisão do Capitão.

Ele voltou do purgatório nesse estado, mas disfarçou diante dos Pecados e parecia ter voltado ao normal, aí depois de Merascylla ficou full capeta e agora voltou ao estado sem emoções. Essas mudanças são muito repentinas.

O resto do capítulo se converte para os Pecados, não aceitando a ordem do seu ex-capitão, buscando um meio de salvá-lo desse estado sem emoções. A principio, já fica aí a questão: se Meliodas estivesse com suas emoções, ele não seguiria pelo mesmo caminho?

E esse brinco de utilidades aí? Seria incrível se ele guardasse um pedacinho de alguém como Chandler 😛

Faltam 2 dias, ao que parece, para Elizabeth morrer. Só Chandler foi capaz de acabar com quase todos ali. Ainda restam Cusack, Zeldris e Estarossa. Mesmo se todos os inimigos fossem derrotados, Meliodas precisaria usar o poder do rei, que está sob posse de Zeldris. Mesmo que nós saibamos de Arthur, que parece que cumprirá uma profecia salvadora, além da profecia de Bartras, de que os Pecados precisavam se unir para derrotar o mal, Meliodas não teria nenhuma base para confiar de que há alternativa melhor que aceitar seu cargo hereditário. Logo, pra mim, resgatar as emoções dele para que ele não se torne o novo rei é um plano bem incerto.

Imagina se Hawk fosse realmente o Rei esse tempo todo!!

O outro ponto é esse conhecimento misterioso de Merlin. Sabemos que ela é muito forte e aceitamos bem os seus conhecimentos mágicos, mas como ela saberia que as emoções de Meliodas foram “roubadas” e não “tiradas”? Ela sabe que o Rei dos demônios tem uma caixinha com os sentimentos do filho? E pra quê ele teria algo assim? Recordação? Prevenção?  Se não tiver explicação, acho que Nakaba-sensei deu uma ajudinha forte para nossos heróis.

Ainda bem que ela puxou a beleza da mãe.
Esse pai dela nos faz pensar que Merlin era realmente humana, mas acabou ganhando características que a diferem do normal, assim como Ban e Escanor. A pergunta é qual deles é o humano da brincadeira?

Por falar no safadinho, Nakaba também conseguiu um ótimo pretexto para fortalecer Ban. Em reviews passados, eu disse que sua fraqueza estava recebendo muita ênfase, mas não via como Ban ficaria forte para uma batalha decisiva em tão pouco tempo. Contudo, nosso mangaká espertão, com uma ideia de treinamento a lá Sala do Tempo de DBZ, adaptada com conceitos de que no mundo inferior dias de sofrimento ocorrem em segundos (como em Constatine e muitos outros), resolveu dar um power up na nossa Raposa após uma decisão bem gananciosa.

Parece um ambiente propício apenas para alguém que nunca morrerá. Que tipo de melhorias Ban terá? Será que ele encontrará um demônio importante para treiná-lo?

Não espero ver Ban no próximo capítulo, já que ele se chama “a princesa prometida” (e nossa raposa não se parece com uma). Ainda assim, acho que a próxima vez que o veremos ele já terá voltado e simplesmente nos contará o que aconteceu durante sua estadia no purgatório.

Bem, Ban é o ladrão do grupo. Ele não precisa ser mais forte que o Rei, só precisa ser mais astuto que as defesas infernais para roubá-lo e fugir depois.

Como o piggan vai estar ao lado dos Pecados, a passagem para a outra dimensão deve estar à disposição por mais de um dia, e talvez Ban só volte no climax do “resgate” a Meliodas. Isso significaria que, segundo a analogia de Merlin, Ban passaria mais de um milênio no purgatório! É um treino totalmente plausível e incrível para um imortal, em um ambiente no qual ele terá que superar todas as suas capacidades físicas para sobreviver e se adaptar! Conseguem imaginar o Ban milenar? A outra opção, mais sem graça, é ele evoluir muito em poucos minutos e voltar pelo hawkgan já no próximo capítulo com os sentimentos e alguns upgrades. Comenta aí sua expectativa para a evolução de Ban!

Ban começou na história, e ainda deve ser assim para quem vê só o anime, por exemplo, como o melhor amigo-badass-segundo herói mais forte, comum em histórias shonens. Contudo, há muito tempo ele não tem uma luta descente. Agora chegou a hora dele crescer!

Pode comentar se gostou ou não do review e como poderíamos melhorar. Caso queira ver mais reviews e teorias de Nanatsu no Taizai e outros grandes títulos, curta nossa página: https://www.facebook.com/otakunoemaki/.

Que fofo *-*

Comments

comments