[Review] Magi: The Labyrinth of Magic – Ruptura

Penúltimo capítulo de Magi, com muitas despedidas e definição da luta contra o destino!

O capítulo começa dando continuidade ao processo de aceitação do novo mundo que está por vir, com foco em Mu e em Kouen por terem sido grandes líderes favorecidos pelo sistema que eles estão prestes a destruir. Para mostrar que tudo dará certo, os 6 jovens principais estão super dispostos a enfrentar o novo destino, enquanto lutam a batalha decisiva de forma descontraída.

Judar é o único honesto aí XD
Todo mundo lutando de boas, e Aladdin se acabando.

Boa parte do capítulo foi algo bem típico de fim do mangá, que não poderia deixar de ter, que foi a aparição de todos os personagens. Mesmos os humanos que nada fazem a nível de batalha e os que não parecem fazer diferença em uma decisão daquela apareceram para dar sua última contribuição no mangá. Alguns podem até achar que isso é enrolar no final, mas Ohtaka precisava fazê-los se despedir na obra.

Adeus!

Tivemos mais contribuições para a derrota de David por parte de Yunan e Titus, só para dar um pouco mais de importância aos outros magis nesse final, mas realmente não dava para esperar muito mais deles. Ainda tivemos a contribuição de Salomão Solomon, Sheba e Ugo, também como uma despedida, apenas para dar mais força/acalmar Aladdin para a destruição de David.

Vocês acham que eles deveiam ter participações melhores no final só por serem magis?

Eu acho que Ohtaka deveria ter dado um espacinho para um contato maior de Aladdin com os pais, já que eles iriam aparecer de qualquer forma, mas eu aceitei. Quanto a Ugo, passou de um personagem incrível e enigmático no início, para um bem legal no meio e jogado de lado no final. Esperava uma contribuição melhor, para limpar a imagem, já que ele foi mostrado como “errado” e até mesmo maluco descontrolado.

Quem começou isso em animes shounens? Goku e Gohan contra Cell?

Falando agora de Sinbad, que acredito que acabou sendo o ponto mais alto do capítulo, vou poupar toda a parte sobre o que penso do personagem (dá para fazer um post inteiro sobre isso) e a participação dele nesse arco final (para mim, só fica atrás da de Alibaba).

Se fizéssemos uma eleição sobre qual personagem (dentre os principais) morreria no final de LoM há anos atrás, acredito que Sinbad seria o mais votado, e isso foi ficando mais claro quanto mais tempo passava nessa saga.

E falando rápido de David, parecia que ele seria um personagem mais elaborado nessa saga, pois era o que parecia ao longo de toda a história. Como todos os argumentos dele foram derrotados, ele acabou sendo uma grande força destrutiva que só queria seguir o que achava certo. Adoro vilões em histórias, mas não acho que ele tenha sido digno de uma discussão maior.

Sin sabia que tinha deixado a marca dele no mundo, afinal acabou com os maiores problemas dele, se tornando o dono de tudo antes mesmo de virar deus. Se ele voltasse, seria mais que esperado que muitos, se não a maior parte do mundo, ainda agissem de acordo com o que ele definisse. Para mim, a ação dele de confiar que o mundo conseguiria andar com as próprias pernas, ainda mais agora que o sistema mudaria, foi uma das maiores demonstrações de evolução do personagem.

Essa é sua cara de “isso é muito triste”?

A relação dele com Alibaba e a importância que Sin dá às suas ambições, principalmente aos seus entes queridos, foi demonstrada, mesmo que de forma sucinta. Mais uma vez, Alibaba guiou a história com suas palavras, pois parecia que Sin não pretendia voltar, até ele ser lembrado do seu espírito aventureiro. E essa é a dúvida final: Sin voltará? Vamos só imaginar que um dia ele consegue? Era só para a despedida ficar mais emocionante com o espírito aventureiro de Sin se mostrando eterno? Ele voltará ao final de SnB ou em outro spin-off (duvido)? Nem sei se teremos alguma dessas respostas um dia, mas parece que esse é o nosso adeus para Sinbad em LoM. Agora é só esperar o capítulo final.

Se gostou do review, curta nossa página para ver o próximo (se não gostou, nos dê sua opinião para melhorarmos!).

Não poderia ficar de fora, né?

Comments

comments