[Review] Magi: The Labyrinth of Magic – “Uma pessoa covarde”

Começa a contagem regressiva para o final do mangá, com grandes sacrifícios, o final próximo de David e até mesmo o possível rei que guiará a todos!

Esse capítulo começou de forma muito boa para mim, já que finalmente David foi encontrado após a saída do “quarteto principal” do Palácio Sagrado com esse foco. Eu entendo que se eles não tivessem lutado contra a volta ao rukh, o povo seria dizimado mais cedo, mas esse tempo todo me pareceu enrolação para acabar a história (falarei mais sobre isso no final).

“Porque sim, ué? Moleque chato!”. Aprendi agora com David minhas próximas desculpas para quando não souber responder.

O mais legal do encontro de Aladdin com o vovô foi a objetividade do Magi. Ele mostrou para David que o avô não sabia o que era, nem o real porquê de estar fazendo aquilo. Ou seja, David achava que via o verdadeiro destino, mas na verdade pode estar sendo tão controlado quanto todos eram pelo destino antes do reboot de Sinbad, só que por outra entidade (seria muito bom descobrir de onde essa visão de destino vem, a propósito). Aladdin ainda jogou na cara que até Sinbad já tinha acordado. Ou seja, nada de batalhas decisivas, apenas um possível xeque-mate verbal, sobre o foco da discussão desse arco final. Muito lindo.

O que todos devem pensar no mundo. O que nos leva à discussão: se todos se libertarem do destino, como eles serão capazes de agir? O resultado será um lugar utópico sem guerras, fome ou qualquer outra fonte de desrespeito? Até onde as pessoas realmente não eram livres?

O segundo grande ato do capítulo foi o comunicado de Sinbad sobre a única solução para evitar que o mundo se acabe: selar as torres que estão destruindo o mundo ao invés de destruí-las. Acho que não há ninguém mais adequado para dizer o que pode ser feito, já que Sinbad está literalmente em outro nível e não tomaria uma decisão que precisasse matar a tantos atoa. Ou tomaria em prol de um mundo melhor sem os outros candidatos a reis? Não creio que haja tempo para essa discussão no mangá.

Eu creio que ele tenha pensado nesse plano mais com base no “conhecimento divino” dele. Se for com base no que ele viu sobre Alma Toran, então ainda devem haver mais opções para salvar o mundo.

O mais tenso de tudo isso, é que o próprio Sinbad reconheceu Alibaba como melhor guia para o mundo que restar. Imagine-se no lugar de qualquer um dos que morrerá. Sem muito tempo para pensar, você terá que dar sua vida para salvar o mundo e Alibaba fica vivo, sendo que você poderia estar no lugar dele e liderar o mundo após o caos, mas não irá porque Sinbad (que virou deus, mas todos sabem como ele era antes) achou melhor. Estou muito curioso para ver o que cada um dos possíveis mortos dirá.

Eu vejo duas possibilidades: eles vão reconhecer Alibaba como melhor opção, por tudo que ele mostrou até agora, além da opinião de Sin, o que o colocará como rei escolhido pelos reis. Isso é bem legal e o esperado diante da proposta dos primórdios do mangá. O tenso com isso é que vai todo mundo morrer. O que leva à segunda opção: uma segunda opção (ba-dum-tss). Acho que isso só poderia vir de Ugo (que precisa fazer algo que preste nesse final), Arba (creio que não, mas seria muito legal uma “redenção” assim) ou o próprio Aladdin (que muitos esperam que morra no final, então pode ser o motivo da fatalidade).

Sinbad demonstrando sua opinião final sobre Alibaba, com base principalmente no que vimos nesse arco. Para Alibaba: a serenidade no olhar de quem ficará vivo.

Caso Alibaba seja o escolhido para sobreviver, ainda temos uma escapatória para os outros personagens. Eu acredito que seria estranho tantos personagens favoritos de tanta gente morrer no final, então irão apelar para o clichê da ressuscitação. Já vimos Sinbad falando sobre a fé daqueles de Alma Toran estarem nos receptáculos e também Alibaba descobrindo onde essa galera foi parar, fora o desejo dele de trazê-los de volta. Quem sabe temos um final felizão com todo mundo revivido? Isso é bem normal em shonens e eu apostaria nesse resultado. Comenta aí sua expectativa para os 3 capítulos restantes!

Olha o spoiler de SnB…

Para finalizar, decidi discutir sobre o que achei do capítulo em si, apesar de que não tivemos reviews dos últimos 7 capítulos. Isso porque os capítulos anteriores tiveram muitas discussões filosóficas que devem ter gerado pontos de vista bem diferentes a respeito de destino, qual a decisão mais correta e coisas do gênero. No mais, tivemos muitas cenas de batalha que para mim teriam sido reduzidas (acho que foi muita pressão em cima de Alibaba), com Aladdin saindo direto do Palácio Sagrado, descobrindo onde o vovô estava e resultando no ponto em que estamos agora.

Acabamos tendo também um preparo demorado para algo já a muito tempo esperado: a união de todos os receptáculos de rei no final. Até a reaparição de Koen era previsível. A forma como eles terão que morrer juntos juntar os poderes foi até incomum, mas não acredito que tenhamos um final muito diferente do esperado, além daquele típico capítulo final cheio de fanservice. De qualquer forma, vamos ver o que Ohtaka ainda tem para passar com o final de David e a Salvação do mundo!

Sobre a falta de reviews, foi devido à alguns problemas pessoais (que acabou afetando os de Nanatsu no Taizai também), mas os outros saíram normalmente por serem feitos por outros escritores. Gomen, gomen…

Se gostou do review, curta nossa página e acompanhe os próximos. (se não gostou, nos dê sua opinião para melhorarmos!).

Comments

comments