[Review] Shingeki no Kyojin – De uma Mão a Outra

Enquanto damos adeus aos flashbacks do passado de Reiner, somos surpreendidos com a presença de Eren em território Marleano.

Com o capítulo que comemora 8 anos desde o lançamento do mangá, Isayama mais uma vez nos deu um resultado excelente. Muitos reclamavam do número de flashbacks dos capítulos anteriores, e esse teve uma mistura bem equilibrada entre flashbacks e desenvolvimento da trama atual!

O capítulo já começa de uma forma inusitada, com um flashback de um encontro entre Annie e Kenny Ackerman. Desde que Kenny faleceu no fim do arco político, não imaginava que teríamos mais cenas com ele, já que seu ciclo de personagem estava bem definido. Foi uma surpresa agradável poder ver Annie o enfrentando!  Isso a faz a primeira personagem que temos notícia a ter conseguido fugir de 3 integrantes da família Ackerman, superando Reiner nesse feito.

O inesperado encontro de Annie com Kenny!

Annie, como vimos no capítulo passado, era responsável pela espionagem e levantamento de informações sobre o paradeiro da Coordenada. Ela era tão competente nisso que presumiu corretamente que Kenny era uma figura diferente dos outros integrantes da Polícia Militar, e que poderia saber do paradeiro do verdadeiro Rei. O que ela não contava é que Kenny fosse tão astuto e ousado, pois ele percebeu que estava sendo seguido e a confrontou, e Annie não teve outra escolha que não abandonar o disfarce e fugir. Ela conseguiu por pouco!

Annie enfrenta Kenny, e se torna a única a conseguir fugir do encontro fatal com 3 Ackerman.

Uma curiosidade sobre essa cena é a parte em que Annie inventa uma história para justificar o motivo por estar perseguindo Kenny. Ela conta que nasceu em uma taverna, de um encontro único entre seus pais, mas que não chegou a conhecê-lo, e por isso anda a procura dele. Para deixar a estória ainda mais convincente, Annie conta que está seguindo Kenny porque ele se encaixa na descrição que lhe deram de seu pai. Kenny responde de maneira sarcástica, dizendo que não existe um tipo de piada que ele mais odeie do que aquela, de certo por ser igual à história de sua irmã, Kuchel, e de seu sobrinho, Levi.

Kenny não de lembrar o que aconteceu a sua irmã

Em seguida, temos uma sequência mostrando o dia-a-dia dos Guerreiros como cadetes, em que Reiner ainda age como um grande companheiro e irmão de todos. No fim do dia, Annie Bertholdt e Reiner se reúnem para discutir seu novo plano de ação. Annie comunica de seu encontro com Kenny e alerta que caso ela entre para a polícia militar e o encontre por lá, é provável que a reconheça e a capture. Sem ver outra alternativa, ela sugere que eles voltem para Marley, argumentando que seus superiores ficarão satisfeitos com as informações que eles já haviam conseguido. Reiner discorda dela, argumentando que Marley, certamente, não ficaria satisfeito com tão pouca informação depois de eles terem passado 5 anos morando na ilha e ainda terem perdido um de seus 7 poderes originais de titã. Nesse sentido, Reiner sugere que eles destruam a muralha Rose, para assim serem capazes de descobrir a localização do Titã Progenitor.

Reiner elabora o plano de ataque à Trost!

Seu plano consistia em usar o dia da graduação dos cadetes porque a Tropa de Exploração estaria em uma expedição para fora das Muralhas, de maneira que eles poderiam causar alvoroço suficiente para forçar a polícia militar a usar os cadetes na batalha. Nessas condições, eles teriam uma oportunidade perfeita para fugir de maneira que ninguém desconfiaria, já que muitos corpos se perdem no meio das batalhas. Reiner também sugere que eles poderiam se misturar à multidão de pessoas que se refugiariam dentro da Muralha Sina, e assim ficariam mais próximos da família real. Nesse intuito, dependendo da situação, eles poderiam continuar como soldados, e assim ficaria ainda mais fácil descobrir informações sobre o paradeiro do rei.

Nesse ponto da discussão, Annie confronta Reiner, alertando-o para a possibilidade de que muitos de seus amigos morreriam, mas Reiner, usando o discurso de que todos dentro das Muralhas são demônios e não são seus amigos, mantém-se firme e convicto em seu plano. Annie sempre pareceu ter uma compreensão melhor de todo o conflito entre eldianos e marleanos, pois ela considerava os habitantes de Paradis humanos, apesar de toda a doutrinação que tivera em Marley, afirmando o contrário, mas também sabia que tinha que cumprir sua missão. De certa forma, ela também parecia compreender que Reiner estava em negação, e que falava aquele tipo de coisas para se enganar, mas que ele também tinha sentimentos pelo povo da ilha, como foi mostrado na própria batalha de Trost, cujo resultado foi o seu transtorno de dupla personalidade.

Reiner ajudou Eren a seguir em frente!

Em seguida, temos uma sequência em que Reiner ajuda Eren nos seus tempos de cadetes. Como venho comentando nas últimas resenhas, Isayama tem traçado uma série de paralelos entre Reiner e Eren, e aqui não deixa de ser diferente. Assistir Eren falhando em executar um treinamento básico o lembrou dele mesmo quando era pequeno e treinava para se tornar um guerreiro. É uma sequência bem emocionante, que foi de tirar o folego de todo mundo que acompanhou o vazamento dos spoilers ao vivo. Reiner estimulou Eren a continuar em frente, e o fato de ele ter tido que lutar contra seus amigos lhe causa culpa até hoje; e talvez ele se arrependa do que falou para Eren; de ter o estimulado a seguir em frente, quando a realidade seria bem diferente se Eren não tivesse, e de ter se apegado tanto aos habitantes da ilha. De qualquer forma, Reiner se sente tão culpado que chega à beira de querer cometer suicídio, e só é salvo inconscientemente por Falco, que aparece do lado de fora da janela esmurrando a parede e lamentando seu fracasso. Falco também tem uma base parecida com Reiner e Eren, sendo um personagem que não se destaca em nada, e que acha que por ser tão fraco nunca vai conseguir mudar nada ao seu redor. A diferença entre eles e Falco é que Falco tem consciência da guerra para as pessoas comuns, e quer que a guerra pare. Ele também é altruísta, e quer conseguir o titã para proteger a Gabi, diferentemente de Reiner que fazia isso por sua família, ou de Eren que fazia isso basicamente por vingança. De qualquer forma, Reiner decide não mais tirar sua própria vida, e percebe que ainda tem que cuidar das crianças.

Em um momento tocante, Reiner pensa em tirar a própria vida!

Continuamos a cena com Falco, que ao passar próximo ao hospital, sente vontade de entrar, e acaba por se encontrar, pela segunda vez, com a misteriosa figura sem uma perna. Desde o primeiro capítulo em que essa figura apareceu observando Reiner e as crianças à distância, nós comentamos que poderia se tratar de Eren infiltrado em Marley, e esse foi exatamente o caso.

O mistério acabou: Eren era a figura misteriosa que observava Reiner!

Eren conta para Falco que está no hospital apenas fingindo ter problemas psicológicos, pois não quer voltar para a sua família. Ele também comenta que Falco está ferido, e este responde que se machucou no treinamento para ser um guerreiro, mas que estava frustrado por não ser bom e que provavelmente não irá ser escolhido para herdar o Titã Encouraçado, e que Gabi provavelmente o herdará. Nessa conversa simples ele já deu algumas informações para Eren, como sobre a fama de Gabi e o fato de os dois estarem disputando para herdar os poderes de Reiner. Eren começa um discurso sobre as consequências da guerra, de que poucas pessoas conseguiriam seguir guerreando se soubessem como acabariam, mas que mesmo assim continuam em frente por terem esperança de conseguir uma mudança. Mesmo assim, nada garante que essa mudança seja para melhor, que poderiam acabar em outro inferno pior ainda. Apesar de saber que a possibilidade do fim pode ainda ser mais negativa, Eren afirma que a única forma de conhecer as consequências é seguindo em frente. Ele estava falando tudo isso para Falco, mas isso também funciona na sua realidade. Outra curiosidade é que esse discurso de seguir em frente também se assemelha ao que Reiner lhe deu nos flashbacks mostrados anteriormente nesse capítulo. Por fim, ele envia Falco em uma missão: postar uma carta.

A partir daí temos uma das partes mais importantes do capítulo: a visita da família Tybur ao quartel general. Aqui conhecemos o chefe da família, Willy Tybur. Willy parece ter feito um esquema para que seu encontro com Magath fosse possível e proposital, mandando o superior de Magath para fora do quartel. A família Tybur é bem numerosa, e poucas pessoas conhecem a verdadeira identidade do portador do Titã Martelo de Guerra.

Estátua do grande herói de Marley!

Willy fala que resolveu visitar o quartel para ver a estátua de Helos, o lendário herói marleano que derrotou o Demônio da Terra com suas próprias mãos.  De certa forma, Willy e Magath parecem zombar da estátua e de seu significado. Aqui é revelado que Magath tem como objetivo reviver o sistema de recrutamento marleano. Ele acredita que Marley está indo por um caminho de autodestruição, pois acredita que se Marley continuar a travar guerras contra outras nações, eventualmente será destruída. Ele acha que a população marleana não se incomoda com as guerras por não serem eles que tem que lutar no fronte de batalha, já que são os eldianos que cumprem essa missão enquanto os marleanos desfrutam da segurança e paz de suas casas. Magath também confirma algo que já havíamos citado anteriormente: o governo marleano, na verdade, é controlado por um eldiano. Como a família Tybur sempre esteve à frente do governo de Marley, quer dizer que deve haver um governo falso e um rei falso, muito parecido com o caso do falso rei Fritz de Paradis e com toda aquela situação mostrada no arco político.

Willy, líder da família Tybur, conversa com Magath.

Willy fala que a família Tybur sempre esteve encarregada de vigiar tudo o que aconteceu, sem interferir. Eles assistiram a todo o processo pelo qual os eldianos passaram até serem aprisionados nas Muralhas, tanto as dos seus guetos no continente quanto às em Paradis, e como os marleanos usaram isso em vantagem própria. O Titã Martelo de Guerra assistiu a tudo isso sem interferir!

Aqui temos outra informação que já havia sido anteriormente citada por Gabi: pessoas da mesma família tem mais chances de receberem as memórias dos detentores passados. Isso significa que, assim como a família Fritz, a família Tybur, que sempre manteve o titã dentro de sua linhagem sanguínea, deve possuir todas as memórias do mundo, e de como acabaram naquela situação. É bem possível que cada um dos 7 titãs de Marley, menos o Martelo de Guerra, tenham sido passados para pessoas aleatórias como forma de enfraquecê-los, uma vez que já que não sabem a verdadeira história dos acontecimentos, é bem mais fácil repetirem os erros do passado.

Por fim, Willy fala que ele vai revelar esses segredos no festival que contará com a presença da imprensa internacional, e sugere que Paradis está tramando algo. Ele pede que Magath assuma o papel de novo Helos, pois Marley precisa de um novo herói.

Após isso, voltamos a cena de Eren e Falco. Descobrimos que ele está usando o codinome de Kruger, que era o nome do Coruja que passou os poderes do Titã de Ataque para Grisha. Eren pede que Falco poste uma carta para ele fora da área de contenção, pois as cartas postadas lá dentro serão lidas. A carta é direcionada a sua família, para comunicar que ele está bem. E com essa imagem o capítulo acaba.

A misteriosa carta escrita por Eren! Para quem será?

Foi um capítulo com muitas informações e respostas, mas que deixou muitas dúvidas e perguntas em nossas cabeças! O que acontecerá no festival? Será que o clã Tybur conseguirá cumprir sua missão de revelar tudo ao mundo? Qual a relação de Zeke com tudo isso? Será que Eren está sozinho em Marley? O fato de Eren ter ido sozinho para o lugar onde todos querem capturá-lo; o fato de Willy ter comentado sobre uma agitação em Paradis e o fato de Isayama ter revelado que o trio principal se separaria, podem ser pistas de que as coisas em Paradis também andam complicadas e que Eren pode estar agindo por conta própria. De qualquer forma, teremos mais pistas quando descobrimos o destinatário da carta, pois pode ser que Eren esteja tentando entrar em contato com seu irmão ou com algum outro aliado naquele território. Estamos nos aproximando cada vez mais do conflito principal!


Gostaram do review? Alguma crítica ou sugestão? Pode comentar ou nos mandar por mensagem! Quer acompanhar nossos reviews e teorias? Curta nossa página: https://www.facebook.com/otakunoemaki/.

Comments

comments